A Bahia está no Z4 da competitividade

No ranking que mede a competitividade dos estados, a Bahia está na zona de rebaixamento, no 18º lugar. Por ironia, é a mesma colocação do Bahia no Brasileirão. O ranking é feito pelo Centro de Liderança Pública e pela Tendência Consultoria Integrada e foi divulgado nesta quinta.

O levantamento existe desde 2011, com o objetivo de gerar diagnóstico analisando 10 áreas com pontos fortes e fracos. A lista é liderada por São Paulo, Santa Catarina, Distrito Federal e Paraná. No Nordeste, a Bahia fica atrás de Ceará, Alagoas, Paraíba e Pernambuco.

Ela está na mesma posição de 2020, mas perdeu quatro pontos em Infraestrutura, um em Sustentabilidade Social, quatro em Solidez Fiscal, dois em Eficiência da Máquina Pública e dois em Sustentabilidade Ambiental. Por outro lado, cresceu um ponto em Segurança, três em Educação, dois em Capital Humano e quatro em Potencial de Mercado. Mas eram muito baixos.

Quem comparou o estado ao time foi o deputado federal Felix Mendonça Junior. Ele destacou a má posição da Bahia na segurança, onde é o número 24 de 27 estados. Segundo Félix, para livrar o estado dessa situação, só trocando o comando, pois a Bahia não é estado de Série B.

Segundo ele, no quesito solidez fiscal, onde a Bahia ficou na posição de número 12, a gestão petista mostra uma contradição. “Isso demonstra que, embora esteja arrecadando mais, inclusive com a tributação dos combustíveis, que poderia ser reduzida um pouco, o governo do estado gasta mal”.

“Se gastasse bem, não estaríamos indo tão mal na segurança e na educação, setor em que ocupamos a posição de número 20. Tem uma propaganda do governo que diz que a Bahia é o estado que mais faz obras no Brasil. Mas não é isso que diz o estudo. Na infraestrutura, ocupamos a 19ª colocação”.

Fonte: A Região

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Brasil – Sem clima para aprovação, governo retira projeto do DPVAT de votação

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), retirou da pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do

  

Cabeça do Congresso – Senador baiano é eleito relator-geral do Orçamento

O senador baiano Angelo Coronel (PSD) foi eleito na tarde desta quarta-feira (24/04) relator-geral do Orçamento de 2025. A Comissão

  

Brasil – Projeto que libera estados legislarem sobre armas avança na Câmara

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira (24) um projeto de