ACM Neto quer retomar industrialização da Bahia com foco nas potencialidades de cada região

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) afirmou nesta segunda-feira (8) que, se eleito, vai iniciar um novo processo de industrialização do interior da Bahia, aos moldes do que ocorreu na década de 90. À época, o estado foi pioneiro no Norte e Nordeste ao atrair empresas em diversas frentes, sendo o exemplo mais destacado a instalação da Ford em Camaçari, fábrica que encerrou as suas atividades no ano passado. Neto participou do Encontro entre Setores Produtivos e Candidatos ao Governo do Estado, que ocorreu no Centro de Convenções de Salvador.

Em sua fala, ACM Neto destacou que a Bahia registrou, entre 2010 e 2021, uma queda de 25,2% na produção de sua indústria de transformação, o dobro do recuo que foi acumulado no Brasil. Ele afirmou que o fechamento de indústrias não ocorreu por omissão ou pela falta de uma política industrial clara por parte do Governo do Estado. É pior do que isso: a fuga de investimentos para outros estados aconteceu com a participação ativa das autoridades estaduais que estão no poder há 16 anos.

“Pelo atraso em licenciamentos, pela falta de infraestrutura, pela falta de uma postura séria com as concessionárias. E eu destaco a concessionária de energia nesse ponto. Por conta da criação de taxas para os distritos industriais. Pela decisão de impedir a alienação de terrenos públicos para as empresas que querem se instalar. Por conta do total abandono da política de industrialização do interior. E a pergunta é: quem pode resolver? Esses, que foram responsáveis por 25,2% de queda na indústria de transformação? Ou quem traz um projeto diferente?”, questionou ACM Neto.

O candidato a governador disse que, antes de tudo, será preciso mudar radicalmente a postura. “Implantar a cultura do ‘sim’, do ‘vamos atrás’, do ‘vamos resolver os problemas’. É preciso ter uma postura de parceria do Governo do Estado com a iniciativa privada. Estar aberto para rever políticas fiscais e tributárias que, a partir da decisão do estado, permitam a expansão de empregos. Trabalhar com a simplificação, com a transparência, ampliar os procedimentos online e assegurar segurança jurídica para as empresas”, disse.

O evento foi realizado pela Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia), Faeb (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia), Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do

Estado da Bahia) e Fetrabase (Federação das Empresas de Transportes dos Estados da Bahia e de Sergipe). ACM Neto foi sabatinado por representantes dessas entidades sobre as suas propostas para a industrialização, para a agropecuária, para o setor terciário da economia e para a logística da Bahia.

Ascom: União Brasil

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

35 anos de Presidente Tancredo Neves – Mensagem do vereador Tuica

Neste dia 24 de Fevereiro de 2024, a nossa cidade completa 35 anos, e hoje, nada mais justo que parabenizar

 

Bahia – Jerônimo embarca para missão internacional na Espanha e Geraldo Jr. assume governo

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) embarca, neste sábado (24), em mais uma missão internacional, desta vez, na Espanha. Em Madrid,

 

Choque, cavalaria e drone: veja como será esquema de segurança de ato de Bolsonaro na Paulista

A manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro para este domingo, 25, na Avenida Paulista, em São Paulo, terá policiamento reforçado,