Ataques de Zé Eduardo foram repudiados por todos os deputados da Bahia

Em nota enviada ao Informe Baiano, as bancadas do Governo e da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia repudiaram “o ataque que o apresentador Zé Eduardo fez, em uma emissora de rádio de Salvador, ao deputado Sandro Régis (UB) e ao próprio Poder Legislativo, quando excedeu ao livre direito de crítica jornalística – assumindo mesmo o tom de agressão pessoal, de ofensa, tal a quantidade e a aspereza dos adjetivos utilizados”.

“Diante do quadro de violência atual, quando o deputado Sandro Régis veio a público defender a intervenção federal na Bahia, em nada menosprezou as nossas polícias Civil e Militar, que estão engajadas no enfrentamento do crime organizado. Pelo contrário, recorreu a um expediente previsto na Constituição em apoio e reforço às ações repressivas do Estado em defesa da coletividade, frisam os integrantes das duas bancadas.

Portanto, causou surpresa o inusitado ataque, com palavras ofensivas à honra do parlamentar, que apenas usara de uma prerrogativa do seu mandato ao defender e solicitar a intervenção federal”, diz o comunicado.

“Eu vou falar de uma pessoa que tenho o maior respeito, mas é de uma subserviência que eu fico sem entender. Um ser desprezível dentro da humanidade. A ponto de atender pedidos estapafúrdios para servir ao chefe amado”, disse o apresentador. Ou ainda, “praticamente um capacho”, foram algumas das expressões utilizadas por Zé Eduardo, que também o acusou (ao deputado Sandro Régis) “de prestar serviço a um líder político derrotado”. Em sua fala o comunicador ainda disse que a Assembleia Legislativa fica “dando medalhas e oferecendo honrarias, que vocês oferecem para gato e cachorro”.

Sem entrar no mérito dessa complexa questão, os signatários da presente nota, lembram que a formulação de um pedido de intervenção militar é uma prerrogativa dos parlamentares (outros também defenderam a mesma ideia), já descartada pelo governador Jerônimo Rodrigues. O respeito das prerrogativas parlamentares e o direito à crítica dos oposicionistas são elementos tão fundamentais para o Estado de Direito quanto a alternância de poder ou a liberdade de imprensa – defendida por todos no Legislativo, exaltam.

Portanto, asseguram, que a Assembleia Legislativa da Bahia prosseguirá, como sempre o fez, cumprindo com seus deveres constitucionais, votando projetos do interesse dos baianos, fiscalizando os demais poderes e discutindo, em plenário, nas comissões técnicas, audiências públicas e outros foros, os problemas que afligem a Bahia e os baianos, em busca do progresso com justiça social para todos. Portanto, não poderiam deixar de consignar o seu protesto com relação à aludida fala do apresentador, também reproduzida no BNews e nas redes sociais desse órgão de imprensa.

Informe Baiano.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar