Bahia – Após nova denúncia sobre respiradores, líder da oposição lembra de pedido de CPI para apurar caso

O líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Sandro Régis (União Brasil), foi ao Twitter nesta segunda-feira (17) e recordou que um pedido de CPI para apurar a compra de 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste foi protocolado, mas ainda não tem resposta.

O parlamentar fez a menção ao considerar grave a informação divulgada também hoje pelo Jornal Correio de que o governo Rui Costa autorizou o repasse de R$ 9,89 milhões para a aquisição dos equipamentos para uso de pacientes com Covid-19 mesmo depois de haver uma operação que investigava irregularidades na operação.

“É grave a informação revelada hoje de que o governo da Bahia autorizou repasse de R$ 9,89 milhões para comprar respiradores mesmo depois de uma operação investigar irregularidades na aquisição dos equipamentos pelo Consórcio do Nordeste. Detalhe, os respiradores nunca chegaram”, escreveu Sandro Régis, no Twitter.

Ele ainda complementou: “Pra piorar, a negociação foi com uma empresa que vende maconha. O caso requer apuração rigorosa. Protocolamos um pedido para abertura de CPI na Assembleia Legislativa e exigimos resposta. Perguntar não ofende: cadê o dinheiro, cadê os respiradores? O PT precisa dar explicações”.

Davi Lemos/ Politica Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar