Bahia – Deputado Sandro Régis desmonta factoide de Rui Costa e Bahia é campeã nacional do desemprego

O deputado Sandro Régis (UB) demoliu o factoide do governo de Rui Costa, de que “nunca na história se investiu em segurança na Bahia. A mentira foi confrontada por números oficiais do próprio estado. O investimento médio em segurança não chegou nem a 5% nos últimos 15 anos de gestões do PT.

De 2007, quando Jaques Wagner assumiu, até 2021, o investimento ficou em apenas 4,07% do total do Estado. Em números absolutos, depois de quatro mandatos, a soma é de apenas R$ 1.3 bilhão de um montante de R$ 32,6 bilhões. Com Rui Costa foi ainda pior, diz Régis.

No governo dele a média caiu para 3,40% do total de despesas em investimento. De 2015 a 2021, o governo só investiu R$ 662 milhões de um universo de R$ 19 bilhões, segundo os dados do Estado. “Isso mostra que o PT nunca deu prioridade à segurança pública e proteção dos baianos”, afirma o deputado.

Segundo Régis, “a realidade é que o PT perdeu a guerra contra a criminalidade, abandonou as forças de segurança da Bahia e quem paga o pato é a população”. Ele lembra que muita cidade do interior não tem delegado e contam com um ou dois policiais, às vezes nenhum. (Fonte Texto: A Região

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE decide que coligações podem ter mais de uma candidatura ao Senado

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu nesta terça-feira (21), por unanimidade, que partidos que compõem uma coligação podem lançar mais

 

Em Santaluz, ACM Neto é recebido por multidão e prefeito do Avante reafirma apoio: ‘O seu compromisso é verdadeiro’

Pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil) foi recebido por uma multidão em Santaluz, na região do Sisal, na noite

 

Vinda de Lula à Bahia depende ainda de negociação com Fernando Haddad em São Paulo

Defendida pelo senador Jaques Wagner (PT) e o comitê extra-oficial de campanha do petista, a vinda do ex-presidente Lula para