Bahia – Deputados assinam requerimento para CPI da Via Bahia

Trinta e um deputados estaduais já assinaram o requerimento para instalação da CPI da Via Bahia, que foi solicitado pelo líder do União Brasil na Assembleia Legislativa da Bahia, Marcinho Oliveira. O objetivo é investigar a concessionária, que tem sido alvo de milhares de reclamações devido a atuação caótica nas estradas federais. Para completar a revolta geral, a empresa aumentou os valores dos pedágios nas BRs 324 e 116.

Luciano Simões e Robinho, que fazem parte da linha de frente do grupo oposicionista na Alba, não assinaram o pedido, que já ultrapassou o número mínimo de 21 assinaturas, conforme o Regimento Interno da Casa, para a CPI ser instalada.

Veja abaixo a lista com os nomes dos parlamentares que assinaram o pedido.

MARCINHO OLIVEIRA

LEANDRO DE JESUS

EDUARDO DE SALLES

DIEGO CASTRO

JUNIOR NASCIMENTO

ANTONIO HENRIQUE JUNIOR

ALAN SANCHES

HASSAN IOSSEF

SANDRO REGIS

FABRICIO PANCADINHA

PEDRO TAVARES

TIAGO CORREIA

CLAUDIA OLIVEIRA

RAIMUNDO BOBÔ

JUNIOR MUNIZ LOPES

VITOR AZEVEDO

EMERSON PENALVA

PABLO ROBERTO

KATIA OLIVEIRA

MATHEUS DE GERALDO

MANUEL ROCHA

ROBINSON ALMEIDA

ÂNGELO MARIO CORONEL II

VITOR BONFIM

SAMUEL JUNIOR

RAIMUNDINHO JÚNIOR

LUCIANO ARAUJO

FELIPE DUARTE

JORDAVIO RAMOS

FABIOLA MANSUR.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar