Bahia – Governador não vai subir em palanques de ao menos duas das quatro maiores cidades do nordeste do estado em 2024

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) deixou claro nesta segunda-feira (18), em Euclides da Cunha: nas eleições de 2024, não vai tomar parte na disputa local, que envolve tradicionais aliados, descartando a possibilidade de candidatura única da base. O mesmo deve ocorrer em Conceição do Coité.

Os dois municípios estão entre os quatro maiores da chamada mesorregião do nordeste da Bahia, ficando atrás apenas de Alagoinhas e Serrinha, cidades em que, ao contrário, há possibilidade real de candidaturas únicas a prefeito no pleito do ano que vem.

Em Euclides da Cunha e Conceição do Coité, o cenário é de “banda a” e “banda b”, com intensa disputa local entre aliados. Na primeira, o prefeito Luciano Pinheiro é aliado de Jerônimo, mesmo sendo do PDT, partido que está na oposição, mas tem como adversário o grupo liderado pelo ex-prefeito e ex-deputado federal José Nunes (PSD), que almeja retomar o poder local.

A disputa é tão intensa que as principais lideranças do grupo de José Nunes não marcaram presença hoje na inauguração, feita eu Euclides da Cunha pelo governador, da nova sede do Centro Territorial de Educação Profissional Sertão Forte (Cetep Sertão Forte), num investimento de R$ 27,9 milhões.

Entre os ausentes, destaque para o filho do ex-prefeito, o deputado federal Gabriel Nunes (PSD), e o deputado estadual Adolfo Menezes (PSD), presidente da Assembleia Legislativa e que também teve votação destacada no município. Já entre os presentes estavam o líder do União Brasil na Assembleia Legislativa, deputado Marcinho Oliveira, que foi apoiado pelo prefeito e faz oposição a Jerônimo.

Em discurso na solenidade, Jerônimo destacou o trabalho de Luciano Ribeiro, mas agradeceu também ao apoio do grupo de José Nunes. Ele afirmou que não irá se intrometer na disputa local, como fez o ex-governador e atual ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), em 2020.

“Fomos convidados pelo governador, que citou, no discurso que fez em Euclides da Cunha, a importância do apoio do nosso grupo a ele. Decidimos não comparecer para evitar subir a temperatura antes do tempo. É uma disputa muito forte de um lado e de outro, e nossa ausência não tem qualquer relação com Jerônimo, mas sim com a questão da política local. Vamos entender, inclusive, a postura do governador de ficar distante da eleição em Euclides da Cunha, o que é, acredito, a melhor decisão”, disse Gabriel Nunes a este Política Livre.

Em Conceição do Coité, a 150 quilômetros de Euclides da Cunha, Jerônimo tem dito que ainda pretende trabalhar pela união das lideranças do PT e do PSD, que disputam o protagonismo político na oposição ao prefeito Marcelo Araújo (União), que concorre à reeleição, ao contrário de Luciano Pinheiro, que está no segundo mandato consecutivo.

“Já avisamos ao governador e ao senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD, que não existe possibilidade de compor com o PT em Coité. Isso está descartado”, afirmou ao site o deputado estadual Alex da Piatã, que vai lançar a esposa, Genivalda Pinto da Silva, mais conhecida como Val (PSD), para disputar a Prefeitura.

O detalhe é que Val foi vice-prefeita de Conceição do Coité quando o prefeito era Francisco de Assis, principal liderança do PT na cidade e que pode se lançar em 2024. Os dois grupos romperam após o pleito de 2020, quando o petista não conseguiu fazer o sucessor.

“Várias lideranças do PT, inclusive o vereador e ex-presidente da Câmara Municipal Betão, que será o vice de Val, estão migrando para nosso grupo. Betão vai deixar o PT na janela partidária. A expectativa é que mais de 200 filiados petistas estejam conosco”, declarou Alex. No último sábado, Val, que já contava com o respaldo do Avante, recebeu o apoio do MDB. “Estamos dialogando com todos os partidos da base do governo”, concluiu o deputado do PSD.

Fonte: Política Livre.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar