Bahia – Governador retorna de primeira missão internacional com saldo de acordos e atração de investimentos para o estado

Formalização de grandes investimentos para a Bahia e avanços em acordos com empresas chinesas para instalação e continuidade de empreendimentos no estado. Ao retornar a Salvador, nesta segunda-feira (17), esse é parte do saldo que Jerônimo Rodrigues traz da sua primeira missão internacional como governador da Bahia.

Além da China, onde passou maior parte do período de quase 16 dias de agendas, o governador baiano finalizou a viagem internacional nos Emirados Árabes. Os últimos compromissos já foram ao lado do presidente Lula, integrando a comitiva presidencial em ambos os países.

Compromissos assinados:

Em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, o governo baiano assinou com a empresa Acelen o memorando de entendimentos e plano de investimentos que prevê a aplicação de cerca de R$ 12 bilhões na Bahia, nos próximos 10 anos, para produção de combustíveis de fontes renováveis, com destaque para o diesel verde e querosene de aviação. Soja, macaúba e dendê estão entre as fontes para os óleos que darão origem aos combustíveis em diferentes fases do projeto que vem para o estado.

Na China, logo no início da viagem, o primeiro acordo firmado formalmente foi o protocolo de cooperação entre empresas baianas do ramo agropecuário e a chinesa Deej Word, que atua na mesma cadeia na produção de alimentos e produtos de medicina natural.

Já com a gigante de tecnologia chinesa Huawei, o Governo da Bahia deve ampliar a parceria existente, a partir da assinatura de um memorando de entendimentos para que, entre outras ações, a empresa se instale no Parque Tecnológico da Bahia para desenvolver projetos e formar mão de obra especializada.

Avanços:

Em uma série de encontros com a BYD, antes e depois de integrar a comitiva presidencial, a missão baiana também avançou em duas frentes. A primeira, com apoio também do Governo Federal, para que a empresa se instale em Camaçari com uma fábrica de carros elétricos ocupando a planta industrial da Ford. Projeto que recebeu apoio também do presidente Lula, garantindo o estudo de incentivos federais para a vinda do empreendimento para a Bahia.

Ainda com a direção da BYD, Jerônimo tratou com a empresa, que é vencedora da licitação para implantar o VLT do Subúrbio, sobre readequações contratuais para dar continuidade à obra de mobilidade urbana em Salvador. Além das conversas, o governador baiano visitou a fábrica chinesa dos equipamentos do VLT e fez viagens no equipamento em funcionamento em solo chinês.

Reuniões com as empresas CCCC e CR20, que integram o consórcio da Ponte Salvador – Itaparica, também foram agendas do governador durante o período na China. Na pauta, tratativas sobre os modelos de financiamento da obra, que deve contar com bancos nacionais e chineses participando do investimento. A discussão abordou também os ajustes necessários para superar os efeitos da pandemia e da Guerra da Ucrânia, que contribuíram para o aumento dos preços de insumos da obra.

A viagem contou ainda com reuniões e visitas às fábricas das empresas Sinoma Blade e Goldwing, do ramo de geração de energia renovável. Ambas já com negociação em andamento para se instalarem ou ampliarem seus investimentos na Bahia.

Ascom: Governo do Estado da Bahia.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar