Bahia – Lúcio nega que MDB só assumirá Sedur se levar a Conder

A especulada ida do MDB baiano para a base de Rui Costa e, consequentemente, para apoiar a candidatura petista ao Palácio de Ondina ocorreria sob uma condição: herdar a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), atualmente comandada por Nelson Pelegrino (que deve ir para o Tribunal de Contas dos Municípios) e a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). Vereadores da base do prefeito Bruro Reis e do ex-prefeito ACM Neto ouvidos por este Política Livre disseram, ao serem questionados sobre a movimentação do MDB baiano, que os democratas já estão cientes da ida da sigla para a base petista.

O líder do MDB na Bahia, Lúcio Vieira Lima, não respondeu sobre as especulações, mas mandou um recado aos vereadores da base de Bruno e Neto: “gostaria de perguntar a esses vereadores que falam ’em off’ se também dão como certo o apoio de ACM Neto a Bolsonaro”. Como ressaltou o emedebista, essas são especulações. “Prefiro seguir o que o prefeito Bruno aconselhou: ‘cada um cuide do seu quintal’”.

Lúcio disse que conversa com todos que o chamarem para conversar – ACM Neto, o ministro João Roma ou o senador Jaques Wagner. Essa foi a posição clara do líder do MDB em entrevista concedida a este Política Livre em junho, quando inclusive se reuniu com o secretário de Relações Institucionais, Luiz Caetano. E um detalhe sobre aquele encontro: ocorreu na casa do vereador Henrique Carballal (PDT) com convite do presidente da Câmara, Geraldo Jr (MDB). “Esses vereadores têm que ficar de olho então é nos vereadores da base de Bruno”.

Sobre a condição de ter a Sedur e a Conder para ingressar na base de Rui e apoiar Wagner em 2022, Lúcio disse que não conversou com ninguém sobre esse assunto. “Só se alguém está recebendo o espirito do Dr Ulisses”, escreveu Lúcio, em mensagem enviada por WhatsApp. Ulysses Guimarães (1916 – 1992) foi um dos mais importantes líderes do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), ao qual se filiou em 1966, e presidente da Câmara dos Deputados entre 1985 e 1989.

Davi Lemos/Política Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE atualiza sistema Filia após falsa filiação de Lula ao PL de Bolsonaro

O Sistema de Filiação Partidária (Filia), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), voltou ao ar na sexta-feira, 16, com nova camada

 

Manifestação no dia 25 será o primeiro ato convocado por Bolsonaro depois do 8 de Janeiro

O ato em apoio a Jair Bolsonaro (PL) no próximo dia 25 na Avenida Paulista, em São Paulo, será a

 

Salvador – Otto Alencar reafirma que PSD não indicará vice para compor chapa de Geraldo Jr.

O presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar, reafirmou nesta terça-feira (30) que seu partido não indicará nenhum nome