Bahia – ‘Por que não poderíamos ter dois candidatos ao governo? ’, questiona líder do PP na Assembleia

O líder do PP na Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Salles, admite a possibilidade de que pelo menos duas candidaturas ao governo possam surgir no grupo que atualmente dá sustentação ao governador Rui Costa (PT).

O parlamentar entente que, da mesma forma como podem haver duas candidaturas no que ele considera ser a base do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto – com o lançamento de João Roma com o apoio de Jair Bolsonaro e a candidatura mesma do democrata – o mesmo cenário pode ocorrer numa conjuntura em que orbitam os nomes de João Leão (PP), Otto Alencar (PSD) e Jaques Wagner (PT) para a sucessão de Rui.

Salles também reitera o discurso já externado pelo líder do PP na Câmara dos Deputados, Cacá Leão, e pelo vice-governador, de que o apoio dado nacionalmente a Bolsonaro não implica uma aliança do PP baiano com o bolsonarismo no Estado nas eleições de 2022.

O líder do PP na Assembleia diz que não há referência junto aos eleitores dos progressistas baianos a Bolsonaro – , a referência, salienta, é a de que integram a base de Rui e contribuíram para os governos petistas desde 2010.

Salles ainda confidencia que as eleições de 2022 devem serão as últimas que disputará – pretende, posteriormente, se dedicar às atividades na iniciativa privada. A despeito dos convites que disse ter de João Leão, descarta a disputa por uma cadeira na Câmara dos Deputados. O líder do PP acha que a política não pode ser profissão e que os agentes públicos precisam ser humildes e aprender a ouvir críticas.

Davi Lemos/Política Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Brasil – Sem clima para aprovação, governo retira projeto do DPVAT de votação

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), retirou da pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do

  

Cabeça do Congresso – Senador baiano é eleito relator-geral do Orçamento

O senador baiano Angelo Coronel (PSD) foi eleito na tarde desta quarta-feira (24/04) relator-geral do Orçamento de 2025. A Comissão

  

Brasil – Projeto que libera estados legislarem sobre armas avança na Câmara

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira (24) um projeto de