Bahia recorre a técnico argentino para reagir no Brasileirão

O Bahia agiu rápido e anunciou na noite desta quarta-feira seu novo treinador para a sequência do Campeonato Brasileiro. Ele é Diego Dabove, argentino de pouca experiência e que substituirá Dado Cavalcanti, demitido pela diretoria baiana na terça.

Dabove estava desempregado desde maio, quando foi demitido pelo San Lorenzo-ARG. O treinador acabou sendo desligado na ocasião numa campanha de sete vitórias, seis empates e sete derrotas. O suficiente para a diretoria optar pela rescisão e buscar um novo comandante no mercado.

Com apenas 48 anos, o novo treinador do Bahia teve a experiência profissional no Godoy Cruz-ARG, quando foi vice-campeão Argentino em 2019. Consequentemente levou o time à inédita disputa da Copa Libertadores. Em 2020 foi contratado pelo Argentinos Juniors-ARG, também levou o time ao torneio Continental.

“Buscamos um técnico em ascensão, moderno, de uma escola nova e com reconhecido trabalho de aproveitamento de jovens jogadores”, disse o presidente Guilherme Bellintani aos sócios-torcedores que receberam a informação do acerto numa plataforma digital do clube.

Dabove deve desembarcar em Salvador até sexta-feira. Enquanto isso o português Bruno Lopes, do time sub-23, comandará os treinamentos do time profissional.

O Bahia é o 13.º colocado no Brasileirão, com 18 pontos. O time de Salvador voltará a campo no sábado para enfrentar o Grêmio, às 19 horas, em Porto Alegre.

Caderno dos Esportes

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Bahia – Governador diz que fará reunião virtual com prefeitos para tratar sobre o Carnaval

Questionado mais uma vez sobre a realização ou não do Carnaval 2022, o governador Rui Costa (PT) disse, nesta sexta-feira

 

Sandro Régis rebate Rosemberg: “Retrocesso é a Bahia ser líder em homicídio e última em educação”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), rebateu nesta sexta-feira (3) as