Bahia – Robinho adere ao bolsonarismo, mas pode subir no palanque de ACM Neto

O deputado estadual Robinho (Progressistas) marcou presença, na manhã desta terça-feira (28), do evento organizado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Teixeira de Freitas, no Extremo Sul da Bahia.

Em sua conta nas redes sociais, o parlamentar baiano fez questão de registrar a recepção que fez ao presidente. “Um bom dia super especial recepcionando o presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro”, escreveu empolgado o pepista.

Em Teixeira de Freitas, Robinho foi o quinto candidato a deputado estadual mais votado e obteve 2.611 de votos (4,07%) nas eleições de 2018. Já o presidente Bolsonaro venceu com 50,97% dos sufrágios válidos contra 49,03% do então candidato Fernando Haddad (PT) no segundo turno do pleito presidencial.

Como a capital do Extremo-Sul é uma de suas bases políticas, o parlamentar também já participou de cerimoniais ao lado do governador Rui Costa (PT), seu antigo aliado.

Robinho rompeu recentemente com a base do líder baiano. Em entrevista ao Bahia.Ba, ele negou que decidiu migrar para o partido comandado pelo ex-prefeito ACM Neto, possível candidato ao governo do Estado em 2022. No evento hoje, o deputado pepista aparece ao lado do ministro da Cidadania, João Roma, também possível nome para disputar o Palácio de Ondina no pleito do ano que vem.

“Só está certo que eu não caminho com o PT”, afirmou Robinho ao site na semana passada.

Bahia.ba

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Apesar de desgastes, aliados de Lula e Alckmin veem aliança pavimentada

Apesar de ter apresentado desgastes, a chapa conjunta entre o ex-presidente Lula (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido)

 

Moro desafia Lula para debate ‘sobre mensalão e petrolão’

Estreante numa campanha eleitoral, o pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Sérgio Moro, se tornou alvo de desafios para debates cara

 

União Brasil já tem 3 nomes de vice para a disputa pela presidência

Mesmo sem saber qual candidato vai apoiar nas eleições presidenciais de outubro, o União Brasil já tem três nomes de