Bispos da Bahia pedem ‘medida corajosa’ do governador contra realização do Carnaval

Bispos das 23 dioceses baianas manifestaram preocupação com a possibilidade da realização do Carnaval de 2022 nas cidades da Bahia e o aumento de casos e mortes por Covid-19. Em carta enviada ao governador Rui Costa (PT), os líderes das dioceses católicas disseram que ‘uma medida lúcida, autorizada, responsável e corajosa por parte do governo do Estado poderá evitar o retorno da tragédia e suas terríveis consequências”.

No documento, os prelados manifestaram “preocupação com a possibilidade de flexibilização para se realizar as festas de final de ano e principalmente o carnaval de 2022”. O documento endereçado ao governador foi assinado na terça-feira (16). Há dois dias, os bispos baianos se reuniram em encontro do Regional 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Os prelados ressaltam o receio de que o número de casos do doença volte a crescer “devido à forma como essas festas acontecem, através de aglomerações massivas que podem causar um possível retorno de casos de Covid 19 e consequentes óbitos”.

A Igreja Católica na Bahia pontuou que, desde o início da pandemia, tem tomado iniciativas de colaboração com os órgãos públicos do Estado e dos municípios, mesmo prejudicando o trabalho pastoral realizado nas comunidades eclesiais.

“O sofrimento de nosso povo tem sido muito grande pelo elevado número de pessoas que foram contaminadas e principalmente de óbitos entre jovens, adultos e idosos”, escreveram os bispos diocesanos. Em outro trecho, enfatizaram o apoio às medidas sanitárias baseadas em dados científicos que visem à preservação da vida e à contenção responsável de possíveis novos casos.

No final da carta endereçada ao governador, os bispos pediram a intercessão de Santa Dulce dos Pobres e as bênçãos do Senhor do Bonfim “sobre todo o nosso povo e sobre aqueles que têm o dever de tomar as decisões em favor da vida e da saúde”.

Os bispos entregaram a carta ao governador e o senador Jaques Wagner (PT) também participou do encontro, no qual, além do governador, estavam Dom Josafá Menezes da Silva, arcebispo de Vitória da Conquista; Dom João Cardoso dos Santos, bispo de Bom Jesus da Lapa e presidente CNBB (Regional Bahia e Sergipe); e Dom Zanoni Demettino Castro, arcebispo de Feira de Santana.

Política Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Bahia – Governador diz que fará reunião virtual com prefeitos para tratar sobre o Carnaval

Questionado mais uma vez sobre a realização ou não do Carnaval 2022, o governador Rui Costa (PT) disse, nesta sexta-feira

 

Sandro Régis rebate Rosemberg: “Retrocesso é a Bahia ser líder em homicídio e última em educação”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), rebateu nesta sexta-feira (3) as