Bolsonaro ignora suspeita de Milton Ribeiro e repete ‘bem contra mal’ em marcha evangélica

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ignorou as suspeitas levantadas na investigação sobre o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e, durante discurso em evento evangélico em Balneário Camboriú (SC), repetiu neste sábado (25) o discurso de que as eleições de 2022 representam uma “luta do bem contra o mal”.
Bolsonaro pediu a seus eleitores que não se arrependam por não terem atuado nesta luta e, logo após defender o armamento da população, citou passagem bíblica em que Jesus conclama seus discípulos a vender suas capas e comprar espadas.
Bolsonaro discursou por cerca de 20 minutos. Não fez qualquer referência à prisão de Ribeiro, que é pastor evangélico, nem às suspeitas de que avisou o ex-ministro de operação da Polícia Federal para investigar corrupção no governo.
Ribeiro foi preso preventivamente na quinta (23) e solto por habeas corpus do STJ (Superior Tribunal de Justiça). As investigações miraram também os pastores ligados a Bolsonaro Gilmar Santos e Arilton Moura, por suspeitas de criação de um balcão de negócios no ministério.
Durante as investigações, a Polícia Federal interceptou telefonema do ex-ministro à filha, contando que Bolsonaro lhe disse que estava com “pressentimento” de que iriam atingi-lo por meio da investigação. O advogado do presidente Frederick Wassef, nega que a conversa tenha ocorrido.
Em seu discurso neste sábado, Bolsonaro preferiu focar em temas caros ao eleitor religioso, como o aborto, que se tornou um dos focos das redes sociais bolsonaristas com o caso da menina de 11 anos que vinha sendo impedida de abortar pela Justiça de Santa Catarina.
“Um lado defende o aborto, o outro é contra. Um lado defende a família, o outro quer cada vez mais desgastar os seus valores. Um lado é contra a ideologia de gênero, o outro é favorável. Um lado quer que seu povo se arme para que cada vez mais se afaste a sombra daqueles que querem roubar essa nossa tão sagrada liberdade”, enumerou.
Poder & Poli[tica

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Brasil – Sem clima para aprovação, governo retira projeto do DPVAT de votação

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), retirou da pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do

  

Cabeça do Congresso – Senador baiano é eleito relator-geral do Orçamento

O senador baiano Angelo Coronel (PSD) foi eleito na tarde desta quarta-feira (24/04) relator-geral do Orçamento de 2025. A Comissão

  

Brasil – Projeto que libera estados legislarem sobre armas avança na Câmara

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira (24) um projeto de