Com presença de ACM Neto e incógnita sobre postura de Roma, debate na TV Bahia amanhã é evento mais esperado antes da eleição

Cercado de expectativas tanto pelos candidatos ao governo e suas equipes quanto pela parcela do eleitorado que adora um confronto entre políticos, o debate de amanhã (27), às 22h, na TV Bahia, emissora afiliada da Rede Globo e de maior audiência no Estado, está sendo considerado decisivo para a campanha estadual, principalmente porque contará com a presença do favorito às eleições neste momento em que a disputa começa a polarizar.

Na visão de quem é da área, o evento pode, de fato, repercutir na decisão de voto, a depender da performance de cada candidato, influindo principalmente sobre os eleitores voláteis, aqueles que, a sete dias da eleição, ainda consideram migrar de uma candidatura para outra. A possibilidade é reforçada pelo uso profissional das redes sociais, onde falas, imagens e comportamentos no encontro poderão ser potencializados posteriormente.

Por este motivo, a ordem entre os postulantes é utilizar parte do tempo de hoje e o dia de amanhã para se preparar para o confronto de forma a diminuir ao máximo o risco de erros desnecessários que podem ser considerados fatais. Líder nas pesquisas de intenção de voto, ACM Neto promete “um debate propositivo e sem ataques pessoais”. O encontro se reveste de especial atenção em sua campanha porque, dado seu favoritismo, deve ser o maior alvo.

“Estamos preparados para confrontar nossas propostas com as ideias dos nossos adversários, demonstrando para as pessoas que estamos preparados para resolver os graves problemas da Bahia, que tem a pior educação do país e é líder em violência e desemprego”, afirma o candidato do União Brasil. Ele reforça a importância de o debate girar em torno do que cada um pretende fazer para melhorar a vida dos baianos nos 417 municípios do Estado.

Em segundo lugar nas pesquisas, Jerônimo Rodrigues, candidato do PT a governador, por sua vez, afirma que vai demonstrar que ele está preparado para ser o próximo governador da Bahia. Ex-secretário de Educação do Estado e responsável pelos planos de governo da atual gestão, ele pretende exibir seu conhecimento sobre a Bahia e a administração estadual, mostrando possuir as credenciais para melhor governá-la.

“Tenho mais de 20 anos de experiência na gestão pública e fui o responsável pelos planos de governo de Rui. Não conheço a Bahia de agora”, completa. Representante do presidente Jair Bolsonaro (PL) na disputa, o ex-ministro João Roma pretendia, a partir de hoje (26), segundo a sua assessoria, se reunir com a equipe de campanha para focar na preparação para o debate. Ele vai para o confronto marcado por uma incógnita.

Será que vai aliar-se pontualmente a ACM Neto para enfrentar Jerônimo ou, pelo contrário, pretende juntar-se ao PT, inimigo nacional do bolsonarismo, para tentar desbancar o candidato do União Brasil? É o que exclusivamente sua participação no confronto poderá revelar. “Nos intervalos das agendas de campanha Roma vem estudando seus principais adversários”, acrescenta a comunicação do candidato.

Kleber Rosa, candidato do PSOL, assegura, por sua vez, que vai “demonstrar que a nossa candidatura é a que mais representa os projetos do presidente Lula na Bahia”, dando um indicativo de que quer dividir os holofotes com o candidato do PT a governador, candidato oficial do lulismo no Estado. “O foco do nosso governo será o combate à fome, à pobreza e à desigualdade social e isso ficará nítido durante o debate”, promete.

Mateus Soares/Política Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Brasil – Sem clima para aprovação, governo retira projeto do DPVAT de votação

O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), retirou da pauta da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do

  

Cabeça do Congresso – Senador baiano é eleito relator-geral do Orçamento

O senador baiano Angelo Coronel (PSD) foi eleito na tarde desta quarta-feira (24/04) relator-geral do Orçamento de 2025. A Comissão

  

Brasil – Projeto que libera estados legislarem sobre armas avança na Câmara

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira (24) um projeto de