Gleisi repreende Jaques Wagner por ter votado a favor da PEC dos Precatórios

A presidente nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) usou o Twitter para repreender os senadores da sigla que votaram favoravelmente à PEC dos Precatórios na quarta-feira (2). O senador Jaques Wagner, que dever ser o candidato petista ao governo da Bahia em 2022, votou favoravelmente à proposta, seguindo os votos dos colegas de bancada Otto Alencar e Angelo Coronel, do PSD.

“Aprovação da PEC dos Precatórios no Senado, com ou sem emenda, é um erro político, prejudica o país e não garante proteção aos mais pobres. Nada foi discutido com a direção do PT. Correta é a posição da bancada do PT na Câmara contra esse absurdo”, escreveu a presidente nacional do PT, no Twitter.

Quando ocorreu a votação na Câmara dos Deputados, o governador Rui Costa (PT) chegou a chamar os deputados baianos que votaram favoravelmente à proposta de “traíras”, o que chegou a causar momentâneo abalo na base de sustentação do petista. Após a votação da bancada de senadores, Rui não se pronunciou a respeito.

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) também criticou, na quarta-feira (2), a aprovação da PEC dos Precatórios, como registrou registramos.

Davi Lemos/Política Livre

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Bahia – ACM Neto anuncia Ana Coelho, que poderá se tornar a primeira mulher a ocupar o cargo de vice-governadora

O pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) anunciou na tarde desta quinta-feira (04) a composição final da sua chapa

 

Excluído de chapa de Neto, Zé Ronaldo recebe visita de amigos e até de familiares do candidato a governador

Um grupo formado por políticos, amigos e até familiares de ACM Neto, candidato a governador do União Brasil, reuniram-se há

 

André Janones desiste de candidatura presidencial e apoiará Lula

O deputado federal André Janones (Avante-MG) oficializou nesta quinta-feira (4) que saiu da disputa à Presidência da República para apoiar