Ofensas machistas e saída da Sesab abortam candidatura que Fábio Vilas-Boas desenhava a deputado federal pelo PT

As razões que derrubaram Fábio Vilas-Boas do posto de secretário de Saúde da Bahia, nesta terça-feira (3), também assombram o futuro político eleitoral que o antigo gestor rascunhava para 2022.

Ele era cotado a disputar uma cadeira a deputado federal pelo Partidos dos Trabalhadores (PT), “mas depois de ontem, não há menor clima para ele se filiar ao PT”, sinalizou um interlocutor da legenda à reportagem.

Um dos sinais da resistência interna que surgiu nos últimos dias a Vilas-Boas foi a nota emitida pela Secretaria de Mulheres do PT Bahia, em solidariedade à empresária Angeluci Figueiredo, proprietária e chef do Restaurante Preta, que foi chamada de “vagabunda” por Vilas-Boas, que depois se desculpou.

O xingamento aconteceu através de um aplicativo de mensagem após a empresária comunicar o gestor que a reserva feita por ele teria que ser cancelada por causa de questões climáticas.

A divulgação do vídeo em que ele foi flagrado invadindo as dependências do restaurante na Ilha dos Frades foi o estopim para a sua saída do governo.

A nota do PT Mulher diz que “o ato demonstra desrespeito, racismo, misoginia e machismo”. Embora tenha partido de uma ala indenitária, o repúdio “é o sentimento geral no partido”, acrescentou uma fonte. A publicação oficial, a propósito, foi compartilhada pelo presidente estadual, Éden Valadares, em seu perfil no Instagram.

Segundo petistas, a eventual filiação e candidatura de Fábio Vilas-Boas era um “desejo pessoal” e estimulada por secretários municipais de Saúde, mas não encontrava amparo do governador Rui Costa. “Rui nem gostava da ideia”, confidenciou um nome palaciano.

De perfil técnico, Vilas-Boas estava na secretaria de Saúde desde o primeiro mandato do governo Rui, em 2015, e chegou a ter o nome ventilado entre as opções do PT para disputar a prefeitura de Salvador em 2020.

O movimento não foi adiante, mas colocou o ainda secretário no rol de pretensos postulantes para 2022, agora, porém, sem o aval do partido.

Fonte: BNews

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Wenceslau Guimarães – Prefeito Kaká reúne-se com o governador para tratar da BA 120 e outras demandas

O prefeito de Wenceslau Guimarães (WG), Carlos Alberto Liotério (Kaká), se reuniu na tarde desta quarta-feira (1º), com o governador

  

Bolsonaro regulamenta vale-gás a famílias de baixa renda

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira, 2, em solenidade no Palácio do Planalto, decretos que regulamentam dois novos programas