Ouros de atletas do Nordeste turbinaram desempenho do Brasil

O Brasil encerrou sua participação nas Olimpíadas 2020 com o desempenho de maior sucesso do país na história dos Jogos, com 7 medalhas de ouro – mesma marca obtida no Rio-2016 – e o maior número total de medalhas da história, o que rendeu a 12ª posição no quadro de medalhas.

Além das mulheres, decisivas na participação brasileira em Tóquio, os ouros conquistados no Japão se destacam – e diferenciam – das medalhas de edições anteriores dos Jogos pela origem atletas brasileiros que os conquistaram. Considerando apenas os esportes individuais, 4 das 5 medalhas douradas do país foram obtidas por atletas do Nordeste: o surfista Ítalo Ferreira, do Rio Grande do Norte; Ana Marcela Cunha, Isaquias Queiroz e Hebert Conceição, da Bahia.

Essa é a primeira vez nas participações brasileiras nas Olimpíadas que a maioria dos ouros conquistados pelo país não foi obtida por atletas do sudeste – em 2012, houve um empate entre atletas de SE e NE, com 1 ouro para cada região.

Fonte CNN Brasil

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Bahia – Governador diz que fará reunião virtual com prefeitos para tratar sobre o Carnaval

Questionado mais uma vez sobre a realização ou não do Carnaval 2022, o governador Rui Costa (PT) disse, nesta sexta-feira

 

Sandro Régis rebate Rosemberg: “Retrocesso é a Bahia ser líder em homicídio e última em educação”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), rebateu nesta sexta-feira (3) as