Pais e alunos se dividem sobre aulas 100% presenciais na rede pública

Apesar do avanço na vacinação contra o coronavírus, pais e alunos da rede pública de Salvador ainda têm receio sobre aulas 100% presenciais, cujo retorno aconteceu na segunda-feira (18).

Ouvida pelo bahia.ba, a jornalista Cananda Freitas, afirma que decidiu não enviar seu filho de 8 anos à escola. “Ainda há um grande risco de contágio e contaminação em razão das crianças ainda não estarem imunizadas, e algumas nem os próprios pais completaram a imunização”, diz Cananda.

Sobre a eficácia dos protocolos de segurança, ela pontuou: “Pelo que eu pude observar, estão bem certinhos, mas como são crianças, não dá pra ter o controle total quanto ao contato com os colegas, a higienização das mãos e a garantia do uso da máscara de forma correta durante todo o período de aulas. Por isso optei por aguardar mais um pouco já que tive essa opção.”

O retorno presencial ainda não é obrigatório para os estudantes. As famílias que não se sentirem seguras em enviar seus filhos podem optar por pegar as atividades semanais e continuar o aprendizado em casa.

No dia da retomada das atividades presenciais, o secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, falou em nota sobre as orientações para a volta às aulas. De acordo com ele “toda a infraestrutura está pronta para acolher e receber” os alunos nas escolas, já que foram estabelecidos protocolos de segurança sanitária, como a obrigatoriedade do uso de máscaras, álcool em gel, testes de covid e capacitação dos servidores, a exemplo da equipe que prepara a alimentação escolar e da recepção. Ao total, foram investidos R$305 milhões para esse retorno. A expectativa é de que 900 mil estudantes voltem às escolas.

Para uma aluna do 9º ano da rede, que preferiu não ser identificada, a volta às aulas presenciais é motivo de animação e entusiasmo. “Está sendo muito importante para o aprendizado e rever os amigos é sempre bom”. Sobre a insegurança em relação ao covid-19, ainda existe, mas, segundo a estudante, “os protocolos de segurança estão sendo seguidos arrisca, quando um aluno entra na escola sem máscara logo vem alguém da escola pedir pra colocar novamente e antes de entrar nas escolas todos os alunos têm a temperatura medida”.

Devido à pandemia de Covid-19, no ano letivo de 2021 as atividades começaram no dia 15 de março, com o ensino remoto, depois foram migradas para o ensino híbrido e agora retomam as aulas fisicamente.

Bahia.ba

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Bolsonaro, Lula e Ciro no mesmo dia em Salvador ligam alerta para segurança

Com a presença dos presidenciáveis Jair Bolsonaro (PL), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Ciro Gomes (PDT), as comemorações

  

Vanderlei Luxemburgo anuncia pré-candidatura ao Senado por Tocantins

Vanderlei Luxemburgo vai dar um novo rumo à sua trajetória. Nesta quarta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo anunciou que é pré-candidato

  

Guimarães é exonerado, a pedido, e Daniella Marques é nomeada presidente da Caixa

O pedido de exoneração de Pedro Guimarães da presidência da Caixa Econômica Federal, já anunciado em carta de demissão por