Pais e alunos se dividem sobre aulas 100% presenciais na rede pública

Apesar do avanço na vacinação contra o coronavírus, pais e alunos da rede pública de Salvador ainda têm receio sobre aulas 100% presenciais, cujo retorno aconteceu na segunda-feira (18).

Ouvida pelo bahia.ba, a jornalista Cananda Freitas, afirma que decidiu não enviar seu filho de 8 anos à escola. “Ainda há um grande risco de contágio e contaminação em razão das crianças ainda não estarem imunizadas, e algumas nem os próprios pais completaram a imunização”, diz Cananda.

Sobre a eficácia dos protocolos de segurança, ela pontuou: “Pelo que eu pude observar, estão bem certinhos, mas como são crianças, não dá pra ter o controle total quanto ao contato com os colegas, a higienização das mãos e a garantia do uso da máscara de forma correta durante todo o período de aulas. Por isso optei por aguardar mais um pouco já que tive essa opção.”

O retorno presencial ainda não é obrigatório para os estudantes. As famílias que não se sentirem seguras em enviar seus filhos podem optar por pegar as atividades semanais e continuar o aprendizado em casa.

No dia da retomada das atividades presenciais, o secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, falou em nota sobre as orientações para a volta às aulas. De acordo com ele “toda a infraestrutura está pronta para acolher e receber” os alunos nas escolas, já que foram estabelecidos protocolos de segurança sanitária, como a obrigatoriedade do uso de máscaras, álcool em gel, testes de covid e capacitação dos servidores, a exemplo da equipe que prepara a alimentação escolar e da recepção. Ao total, foram investidos R$305 milhões para esse retorno. A expectativa é de que 900 mil estudantes voltem às escolas.

Para uma aluna do 9º ano da rede, que preferiu não ser identificada, a volta às aulas presenciais é motivo de animação e entusiasmo. “Está sendo muito importante para o aprendizado e rever os amigos é sempre bom”. Sobre a insegurança em relação ao covid-19, ainda existe, mas, segundo a estudante, “os protocolos de segurança estão sendo seguidos arrisca, quando um aluno entra na escola sem máscara logo vem alguém da escola pedir pra colocar novamente e antes de entrar nas escolas todos os alunos têm a temperatura medida”.

Devido à pandemia de Covid-19, no ano letivo de 2021 as atividades começaram no dia 15 de março, com o ensino remoto, depois foram migradas para o ensino híbrido e agora retomam as aulas fisicamente.

Bahia.ba

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Apesar de desgastes, aliados de Lula e Alckmin veem aliança pavimentada

Apesar de ter apresentado desgastes, a chapa conjunta entre o ex-presidente Lula (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido)

 

Moro desafia Lula para debate ‘sobre mensalão e petrolão’

Estreante numa campanha eleitoral, o pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Sérgio Moro, se tornou alvo de desafios para debates cara

 

União Brasil já tem 3 nomes de vice para a disputa pela presidência

Mesmo sem saber qual candidato vai apoiar nas eleições presidenciais de outubro, o União Brasil já tem três nomes de