Pesquisa mostra que apenas 32 cidades receberam vacinas vencidas

Em apenas 32 municípios houve o recebimento de lotes de vacina contra a covid-19 vencidas. O número equivale a 1,2% das 2.715 prefeituras ouvidas, 48,8% dos municípios brasileiros, na 16ª edição da pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) sobre a pandemia referente à semana de 5 a 8 de julho.

Entre as prefeituras consultadas, 2.621 relataram não ter recebido vacina vencida, o correspondente a 96,5% da amostra, e 62 prefeituras não responderam à pesquisa.

O levantamento da CNM também questionou se as secretarias municipais de Saúde tiveram vacinas que passaram da data de validade. Entre as ouvidas, nove (0,3%) relataram a situação e 2.645 (97,4%) disseram não ter passado por isso.

Isolamento:

Do universo de administrações municipais consultadas, 1.965 (72,4%) disseram manter alguma forma de fechamento ou restrição de horário das atividades não essenciais, e 709 (26,1%) responderam não ter lançado mão de medidas de restrição durante a pandemia.

Entre as cidades que participaram do levantamento, 480 (17,7%) disseram ter ficado sem vacina contra a covid-19 na semana de 5 a 8 de julho. Do total, 2.195 (80,8%) manifestaram receberam vacinas.

Das cidades que não receberam imunizante, 463 (96,5%) ficaram sem a primeira dose, e em 66 das 408 cidades sem imunizante foi registrada a falta da segunda dose. A falta da primeira e da segunda dose pode ser concomitante.

O levantamento identificou 1.860 cidades (68,5%) com relatos de pessoas que quiseram escolher a vacina a ser aplicada. Em outras 792 (29,2%) o problema não foi indicado pelos munícipes ouvidos.

Casos e mortes:

Entre as cidades ouvidas, em 1.180 (43,5%) houve redução do número de casos de covid-19, em 113 (4,2%) não foram registrados novos casos, em 923 (34%) os casos se mantiveram estáveis e em 444 (16,4%) ocorreu aumento.

Quanto às mortes, em 1.258 (46,3%) foram registrados novos óbitos, em 615 (22,7%) a situação se manteve estável, em 459 (16,9%) houve queda e em 228 (12,4%) foi detectado aumento de mortes.

Insumos:

O risco de desabastecimento de medicamentos do kit intubação foi manifestado por 275 cidades, o equivalente a 9,8% das consultadas. Outras 2.161 negaram o problema, ou 79,6% da amostra.

O kit intubação é composto por remédios usados no uso de suporte ventilatório de pacientes com a covid-19, como anestésicos e neurobloquedores.

Edição: Fernando Fraga/Agencia Brasil

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE atualiza sistema Filia após falsa filiação de Lula ao PL de Bolsonaro

O Sistema de Filiação Partidária (Filia), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), voltou ao ar na sexta-feira, 16, com nova camada

 

Manifestação no dia 25 será o primeiro ato convocado por Bolsonaro depois do 8 de Janeiro

O ato em apoio a Jair Bolsonaro (PL) no próximo dia 25 na Avenida Paulista, em São Paulo, será a

 

Salvador – Otto Alencar reafirma que PSD não indicará vice para compor chapa de Geraldo Jr.

O presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar, reafirmou nesta terça-feira (30) que seu partido não indicará nenhum nome