Prefeito de WG participa de encontro da UPB e defende união entre gestores em prol dos municípios

Na última terça-feira (25/01), o prefeito de Wenceslau Guimarães, Carlos Alberto Liotério, o Kaká, participou da reunião histórica entre prefeitos e prefeitas, promovida pela Associação Municipalista UPB – União dos Municípios da Bahia, com a presença de mais de 200 gestores na sede da instituição, em Salvador.

O encontro tratou das pautas estaduais e nacionais que vão nortear a luta municipalista em 2022.  O evento reuniu mais de 200 gestores na sede da entidade, em Salvador, e teve como objetivo alinhar a pauta prioritária que será defendida pela entidade junto ao governo do estado, Congresso Nacional e governo federal, com foco na melhoria da governança local e na reconstrução das cidades atingidas pelas chuvas.

“Um encontro valioso onde pudemos compartilhar as dificuldades enfrentadas desde o último dezembro, com as fortes chuvas na nossa cidade e região. Temos comunidades que precisam ser reconstruídas. E, a união de forças tem feito uma diferença espetacular. Seguiremos na luta em prol do nosso povo”, ressaltou Kaká.

O presidente da entidade, Zé Cocá, disse que a palavra de ordem é união e sempre de respeito entre os prefeitos, porque é importante que os gestores estejam unidos neste momento para oxigenar a luta dos municípios e não deixar parar.

“Hoje, observamos pontos importantes como a questão dos pisos que podem quebrar os municípios e vamos trabalhar para buscar nossas pendências tanto em Brasília, quanto com o governo do estado. Fizemos questão que a maioria dos prefeitos participasse, porque a luta não se faz só”, avaliou o presidente da UPB e prefeito de Jequié, Zé Cocá.

Entre os encaminhamentos das demandas no Congresso Nacional, ficou estabelecida a defesa de algumas propostas. Para a PEC da Redução da Alíquota do INSS foi criada uma comissão com cinco prefeitos para coordenar a articulação a favor da matéria. Sobre a PEC 13 dos 25% da Educação, a UPB acredita que a matéria está pacificada para aprovação. Já sobre a PEC 122, a entidade defende uma ampla mobilização dos prefeitos de todo Brasil, liderada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), para pressionar o Congresso pela aprovação.

Lei dos Consórcios:

Ainda durante a reunião da UPB, o prefeito de Andaraí e presidente da Federação de Consórcios da Bahia (FEC-BA), Wilson Cardoso, também falou aos prefeitos da Lei de Consórcios, que está pronta para ir à votação na Assembleia Legislativa e necessitará da articulação da UPB e dos gestores junto a seus deputados. “Para que até o final de fevereiro essa lei esteja aprovada, dando segurança jurídica aos consórcios públicos e, com isso, a gente demonstre ao Brasil que a Bahia saiu na frente com a Lei dos Consórcios, fazendo com que os recursos cheguem mais rápido e atenda os munícipes, fazendo obras com mais eficiência, mais rapidez e com um custo mais baixo”, disse, Wilson.

Fonte: Ascom | PMWG

Fotos: Ascom UPB

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE decide que coligações podem ter mais de uma candidatura ao Senado

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu nesta terça-feira (21), por unanimidade, que partidos que compõem uma coligação podem lançar mais

 

Em Santaluz, ACM Neto é recebido por multidão e prefeito do Avante reafirma apoio: ‘O seu compromisso é verdadeiro’

Pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil) foi recebido por uma multidão em Santaluz, na região do Sisal, na noite

 

Vinda de Lula à Bahia depende ainda de negociação com Fernando Haddad em São Paulo

Defendida pelo senador Jaques Wagner (PT) e o comitê extra-oficial de campanha do petista, a vinda do ex-presidente Lula para