Presidente Bolsonaro é internado em São Paulo com desconforto abdominal

O presidente da República, Jair Bolsonaro, está internado desde a madrugada desta segunda-feira (3), no Hospital Nova Star, em São Paulo, onde passará por exames. Segundo a Secretaria de Comunicação (Secom) do governo federal, um desconforto abdominal foi o motivo da hospitalização. A Secom informa, ainda, “que o presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico”, diz a nota divulgada na manhã de hoje.

Segundo o Hospital Vila Nova Star, Bolsonaro tem um quadro de obstrução intestinal. “Ele está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo. No momento, sem previsão de alta”, diz a nota do hospital.

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30, após deixar o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano.

Em publicação em uma rede social, Bolsonaro disse que chegou ao hospital às 3h de hoje. O presidente informou que está usando uma sonda nasogástrica e serão feitos mais exames “para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal”. Ele lembrou que essa é sua segunda internação “com os mesmos sintomas”.

Edição: Valéria Aguiar/Agencia Brasil

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE atualiza sistema Filia após falsa filiação de Lula ao PL de Bolsonaro

O Sistema de Filiação Partidária (Filia), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), voltou ao ar na sexta-feira, 16, com nova camada

 

Manifestação no dia 25 será o primeiro ato convocado por Bolsonaro depois do 8 de Janeiro

O ato em apoio a Jair Bolsonaro (PL) no próximo dia 25 na Avenida Paulista, em São Paulo, será a

 

Salvador – Otto Alencar reafirma que PSD não indicará vice para compor chapa de Geraldo Jr.

O presidente do PSD na Bahia, senador Otto Alencar, reafirmou nesta terça-feira (30) que seu partido não indicará nenhum nome