PSG veta pedido da CBF, e seleção não deve ter Neymar e Marquinhos na Olimpíada

O Paris Saint-Germain vetou pedido da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e avisou que não vai liberar Neymar e Marquinhos para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio com a seleção brasileira, segundo apurou a ESPN Brasil.

O zagueiro e o atacante estão com a seleção principal na disputa da Copa América e eram dois dos pretendidos do técnico André Jardine para ir ao Japão em seguida, ao menos no plano inicial da comissão técnica olímpica.

Antes de ser afastado da presidência da CBF, Rogério Caboclo chegou a enviar carta ao Paris pedindo para que o clube revisse sua posição. Noentanto, o time francês bateu o pé e ressaltou que não irá ceder dois de seus titulares.

O argumento do PSG é que a Olimpíada não é um “torneio oficial”, já que está fora da data Fifa, e que, portanto, não há obrigação da liberação de atletas.

O contrato de Neymar, por exemplo, obriga o clube a liberá-lo sempre para jogos oficiais da seleção. A CBF chegou a negociar com o Paris a respeito do entendimento sobre o caráter da Olimpíada, mas não obteve sucesso.

Também nesta quinta-feira, o Palmeiras avisou que não quer liberar o goleiro Weverton para ir ao Japão com a seleção olímpica, segundo apurou o ESPN.com.br.

Com isso, no momento a comissão técnica de jardine vê seu plano inicial desabar, já que o treinador queria levar justamente Weverton, Marquinhos e Neymar como atletas acima de 24 anos para os Jogos.

De acordo com apurações, a CBF agora estuda cenários, mas a ideia é não entrar em briga com os clubes. Vale lembrar que os times já perderdão jogadores novamente entre final de agosto e início de setembro, quando haverá mais rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo 2022.

A convocação da seleção sub-24 que irá ao Japão será feita pelo técnico André Jardine será na próxima quinta-feira.

ESPN.com

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Apesar de desgastes, aliados de Lula e Alckmin veem aliança pavimentada

Apesar de ter apresentado desgastes, a chapa conjunta entre o ex-presidente Lula (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (sem partido)

 

Moro desafia Lula para debate ‘sobre mensalão e petrolão’

Estreante numa campanha eleitoral, o pré-candidato à Presidência pelo Podemos, Sérgio Moro, se tornou alvo de desafios para debates cara

 

União Brasil já tem 3 nomes de vice para a disputa pela presidência

Mesmo sem saber qual candidato vai apoiar nas eleições presidenciais de outubro, o União Brasil já tem três nomes de