Quase metade dos brasileiros ainda não configurou limites para Pix, diz pesquisa

Cerca de metade dos brasileiros ainda não configurou limites para as transações feitas com Pix, embora 70% saibam que esse ajuste é possível. Os números são de pesquisa do C6 Bank, realizada em parceria com o Ipec. O levantamento, feito entre os dias 20 e 27 de maio, entrevistou 2.000 pessoas das classes A, B e C e com acesso à internet.

Entre os entrevistados, 47% ainda não ajustaram os limites de transferência. Os bancos e instituições financeiras permitem ajustes de acordo com o horário e o tipo de transação.

Os limites do Pix foram introduzidos pelo Banco Central em novembro do ano passado, como medida de segurança diante do aumento de crimes associados ao sistema. À época, a maior preocupação era com sequestros-relâmpago em que o cliente é obrigado a fazer transferências pelo sistema; agora, o setor financeiro se debruça sobre o aumento de roubos e furtos de celulares, muitas vezes seguidos de transferências de dinheiro, via Pix, para outras contas.

Segundo a pesquisa C6/Ipec, 36% dos brasileiros já definiram novos valores para as transferências com Pix, e 6% deles fizeram o ajuste para apenas um dos bancos que utilizam. Ao todo, 12% responderam não se lembrar.

“O ideal é que as pessoas ajustem os limites diário e noturno de transações com Pix para o menor valor possível, de acordo com seus gastos diários”, diz em nota José Luiz Santana, head de cibersegurança do C6. Os bancos permitem o ajuste dos limites em seus aplicativos.

O levantamento também perguntou sobre fraudes. Ao todo, quase 30% dos entrevistados afirmaram que outra pessoa já tentou fazer compras ou contratar serviços em seu nome.

Economia & Negócios.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE decide que coligações podem ter mais de uma candidatura ao Senado

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu nesta terça-feira (21), por unanimidade, que partidos que compõem uma coligação podem lançar mais

 

Em Santaluz, ACM Neto é recebido por multidão e prefeito do Avante reafirma apoio: ‘O seu compromisso é verdadeiro’

Pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil) foi recebido por uma multidão em Santaluz, na região do Sisal, na noite

 

Vinda de Lula à Bahia depende ainda de negociação com Fernando Haddad em São Paulo

Defendida pelo senador Jaques Wagner (PT) e o comitê extra-oficial de campanha do petista, a vinda do ex-presidente Lula para