Salvador – Bruno Reis acredita que BRT pode começar a funcionar em junho do ano que vem

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, afirmou ao Informe Baiano nesta sexta-feira (04/06) que a expectativa é que o BRT comece a operar em junho do ano que vem. Porém, pontuou que há alguns fatores que podem alterar o cronograma.

Conforme Bruno, o trecho 1 já está com 99,9% das obras concluídas e faltam somente as estações. Além disso, o trecho 3 está com o cronograma em 40% de execução.

“A previsão de conclusão é final desse ano e início do próximo. Aí já daria para colocar o BRT para funcionar”, pontuou o prefeito ao acrescentar que a funcionalidade total só com o trecho 2.

“Nesse trecho do 1 e do 3, que é um trecho do Cidade Jardim irradiando por aquele novo centro comercial da cidade, que é toda região do Shopping da Bahia, Shopping Salvador e também Antônio Carlos Magalhães, tanto pela Orla como pela Pituba chegamos a Magalhães Neto, já daria para funcionar. Mas só teria funcionamento total com o trecho 2, que esse aí é o que nós tivemos autorização para iniciar a obra. E que a previsão dele é junho do ano que vem, mas aí depende de uma série de interfaces que ocorrem durante a execução, seja com a Embasa, seja com a Bahiagás, tem também a questão da chuva que pode impactar no cronograma”, explicou o prefeito.

Informe Baiano

 

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Lula estuda formar federação do PT com outros partidos da esquerda

O ex-presidente Lula tem avaliado a possibilidade de formar uma federação entre o PT e partidos de esquerda para a

 

Caso queira confirmar candidatura ao governo da Bahia, ministro João Roma deve trocar o REPUBLICANOS pelo PL

A intenção do ministro da Cidadania, João Roma, de disputar o governo da Bahia está prestes a ir por água

  

Morre Cris Barros, presidente do PSOL em Salvador

Maria Cristina dos Santos Barros, conhecida como Cris Barros, presidenta do PSOL Municipal de Salvador-Bahia e secretária de Movimentos Sociais