Você sabe por que médicos e grávidas contam a gravidez em semanas?

Ao passo que crescemos na infância, começamos a aprender que os bebês levam aproximadamente nove meses para nascer. Entretanto, essa não parece ser a medida de tempo correta usada pela geriatria. Para contar o tempo de gravidez, os médicos optam por dividir as etapas em semanas em vez de meses.

Na visão dos médicos, o total de uma gravidez costuma durar 40 semanas a partir do primeiro dia da última menstruação. Porém, como o processo de ovulação só ocorre duas semanas depois do começo da menstruação, na prática uma gravidez dura somente 38 semanas a partir da data em que o bebê foi gerado.

Por mais esquisito que pareça, o cálculo gestacional é feito em semanas pelo fato de ser mais preciso do que se feito com meses. Como cada mês possui uma quantidade variada de dias, os números sairiam inexatos e atrapalhariam as expectativas de médicos, familiares e das próprias gestantes.

Em média, uma gravidez costuma passar por 280 dias — ou de 37 a 42 semanas. Usa-se a menstruação como referência de data para saber quando o bebê deve nascer pois é extremamente difícil prever qual o dia exato em que ocorreu a fecundação, principalmente porque os espermatozoides podem sobreviver sete dias dentro do corpo das mulheres antes de atingirem o óvulo.

Em casos de pessoas com ciclos menstruais irregulares ou que simplesmente não se lembram sobre a sua última menstruação, o exame ultrassom aparece como a melhor medida para se detectar a idade do bebê. Esse exame aponta o tamanho do embrião ou do saco gestacional, fornecendo boas medidas para o médico fazer o cálculo gestacional.

Se a matemática já tinha dificultado um pouco, é bastante possível que as mulheres grávidas também escutem seus médicos falarem nos três trimestres da gravidez. Esse outro tipo de divisão pode ser utilizado para destacar cada uma das fases da gestação, que costumam ser muito distintas e marcantes entre si.

Nesse modelo de contagem, pode-se observar os seguintes fatores:

1º trimestre (1-12 semanas): começo da gestação, período em que as mulheres sentem mais sono, enjoos e outros indicativos de saúde característicos de uma gravidez.

2º trimestre (13-28 semanas): essa costuma ser uma fase divertida da gravidez, quando as mamães notam maiores alterações no corpo devido ao desenvolvimento do bebê e sofrem menos náuseas.

3º trimestre (após 29 semanas): a fase em que as mulheres ficam mais inchadas e com a barriga pesada, sente-se os movimentos do bebê na barriga e as dores físicas aumentam um pouco.

Fonte: MC

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Wenceslau Guimarães – Prefeito Kaká reúne-se com o governador para tratar da BA 120 e outras demandas

O prefeito de Wenceslau Guimarães (WG), Carlos Alberto Liotério (Kaká), se reuniu na tarde desta quarta-feira (1º), com o governador

  

Bolsonaro regulamenta vale-gás a famílias de baixa renda

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira, 2, em solenidade no Palácio do Planalto, decretos que regulamentam dois novos programas