Bahia – Médico e ex-deputado, Heraldo Rocha pede apuração sobre Planserv e denuncia falta de assistência a servidores

“Como o governo pode explicar essa política de cotas do Planserv que limita a assistência e coloca em risco a saúde dos segurados, dependentes e agregados? ” O questionamento é do médico, ex-secretário de Estado e ex-deputado estadual Heraldo Rocha (União Brasil), diante das reclamações frequentes sobre o funcionamento ineficaz do principal plano de saúde que atende os servidores públicos do estado da Bahia.

Ele acentua que o Planserv não conhece inadimplência, já que o pagamento é descontado religiosamente dos servidores nos seus proventos, razão pela qual se requer uma apuração rigorosa sobre administração do serviço.

Heraldo Rocha, inclusive, aplaudiu a iniciativa conjunta dos órgãos que representam a medicina na Bahia, como o Conselho Regional de Medicina (CRM), a Associação Bahiana de Medicina (ABM), o Sindicato dos Médicos (Sindimed) e a Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (AHSEB), que pediram o apoio do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para investigar a precarização do plano assistência a mais de 518 mil usuários.

“É preciso que a gestão do Planserv esclareça os questionamentos feitos ao MP-BA pelas entidades de saúde sobre o esquema das cotas que dificultam há anos a vida dos servidores. Passar a responsabilidade de informar sobre o preenchimento das cotas aos prestadores sinaliza falta de transparência”, ressalta Heraldo Rocha.

O ex-deputado pontua também que a participação dos servidores representa 80% da manutenção do Planserv e que nos últimos anos foram feitas mudanças nas formas de contribuição de agregados, igualando o valor da contribuição à do titular. “Portanto, o servidor já vem dando sua cota de sacrifício para manter o Planserv”, complementa.

Informe Baiano

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

TSE decide que coligações podem ter mais de uma candidatura ao Senado

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu nesta terça-feira (21), por unanimidade, que partidos que compõem uma coligação podem lançar mais

 

Em Santaluz, ACM Neto é recebido por multidão e prefeito do Avante reafirma apoio: ‘O seu compromisso é verdadeiro’

Pré-candidato a governador, ACM Neto (União Brasil) foi recebido por uma multidão em Santaluz, na região do Sisal, na noite

 

Vinda de Lula à Bahia depende ainda de negociação com Fernando Haddad em São Paulo

Defendida pelo senador Jaques Wagner (PT) e o comitê extra-oficial de campanha do petista, a vinda do ex-presidente Lula para