Futebol – Com time misto, Flamengo vence o Palmeiras de virada no Allianz Parque

O Palmeiras não conseguiu aproveitar neste domingo (12) o fato de o Flamengo ter ido a São Paulo com sete importantes desfalques. O time alviverde até saiu na frente, mas sofreu a virada e perdeu em casa por 3 a 1 o confronto pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, a primeira do segundo turno.

Para piorar a situação do time alviverde, o Atlético-MG venceu o Fortaleza, 2 a 0, também neste domingo e ampliou sua vantagem na liderança do Nacional. Os mineiros somam 42, contra 35 dos palmeirenses, que permanecem na segunda posição, agora com o Flamengo na cola, em terceiro, com 34 e dois jogos a menos.

Além disso, a equipe rubro-negra conseguiu manter uma longa invencibilidade contra o rival paulista. A última vitória alviverde no confronto aconteceu em novembro de 2017. Depois disso, foram cinco derrotas e quatro empates.

Nesta sequência, houve a decisão da Supercopa do Brasil, em abril, quando a equipe rubro-negra ficou com o título após uma vitória nos pênaltis –no tempo regulamentar, empate por 2 a 2.

Desta vez, por um breve momento até parecia que a escrita seria derrubada. Depois de uma pressão inicial dos visitantes, o Palmeiras teve a primeira finalização do jogo, com Wesley. O arremate parou nas mãos de Diego Alves. Na sequência, porém, o goleiro não conseguiu desviar outro chute do camisa 11, desta vez após driblar Isla e Arrascaeta, antes de bater cruzado, aos 14 minutos.

O Flamengo conseguiu responder imediatamente, logo após a saída de bola, quando Everton Ribeiro recebeu a bola na direita e cruzou na cabeça de Michael. Livre de marcação, o atacante empatou aos 16.

Sete minutos mais tarde, Arrascaeta saiu de campo reclamando de uma contusão. Sem o uruguaio, substituído por Vitinho, o time carioca perdeu posse de bola e volume ofensivo, além de ver aumentar a lista de desfalques da equipe. Entre outras baixas, o time foi a São Paulo sem Gabigol, Diego, Bruno Henrique, Rodrigo Caio, Filipe Luís, Renê e Piris da Motta.

O Palmeiras, mesmo completo, não soube aproveitar os problemas do rival. E ainda levou a virada logo no começo do segundo tempo, aos 12, quando Pedro marcou de cabeça.

Em busca do empate, o Palmeiras passou a deixar ainda mais espaços na defesa. Enquanto as mudanças de Abel Ferreira não surtiram efeito, Renato Gaúcho conseguiu manter o ritmo de sua equipe mesmo com o cansaço de alguns jogadores, como Everton Ribeiro, substituído por Thiago.

Aos 35 minutos, os visitantes ficaram em uma situação ainda mais confortável, quando Michael marcou o terceiro após puxar um contra-ataque. Já nos acréscimos, aos 50, Zé Rafael foi expulso após dura falta em Willian Arão. Inicialmente, o árbitro aplicou um cartão amarelo, mas após consultar o VAR (árbitro de vídeo), mudou para o vermelho.

Abel Ferreira terá mais uma semana livre de treinos até o próximo compromisso do Palmeiras, no sábado (18), quando o time vai enfrentar a Chapecoense, fora de casa, pelo Nacional. O Flamengo volta a campo na quarta-feira (15) para fazer o segundo jogo com o Grêmio pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez (Willian); Zé Rafael e Danilo (Patrick de Paula); Raphael Veiga (Scarpa), Dudu e Wesley (Breno Lopes); Rony (Luiz Adriano). Técnico: Abel Ferreira.

Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Bruno Viana, Gustavo Henrique e Ramon; Willian Arão, Andreas Pereira (João Gomes), Everton Ribeiro (Thiago Maia) e Arrascaeta (Vitinho); Michael e Pedro (Rodinei). Técnico: Renato Gaúcho.

Fonte: O Tempo

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

  

Bahia – Governador diz que fará reunião virtual com prefeitos para tratar sobre o Carnaval

Questionado mais uma vez sobre a realização ou não do Carnaval 2022, o governador Rui Costa (PT) disse, nesta sexta-feira

 

Sandro Régis rebate Rosemberg: “Retrocesso é a Bahia ser líder em homicídio e última em educação”

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), rebateu nesta sexta-feira (3) as