Ministério da Saúde anuncia Dia D de mobilização nacional contra a dengue

O Brasil vive uma explosão de casos de dengue. Distrito Federal, seis estados e 154 municípios já decretaram situação de emergência.

A previsão de pico da doença é para o fim de março. A estimativa é de mais de quatro milhões de casos só este ano.

Distrito Federal e 16 estados apresentam incidência da doença acima da tendência histórica.

Para combater o vírus, no próximo sábado (2), acontece o Dia D de Mobilização Nacional Contra a Dengue.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, detalhou as ações que envolvem o controle dos focos do mosquito Aedes aegypti e a orientação à população. “O principal é o combate aos focos do mosquito. [Teremos] visita às casas; trabalho junto com os agentes de saúde, tanto de endemias como os agentes comunitários de saúde; esclarecimentos à população. Em alguns lugares, as escolas também vão estar participando desse esforço”.

As ações do Dia D vão reunir governo federal, estados, municípios e sociedade.

Segundo o secretário de Saúde de Minas Gerais e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Fábio Baccheretti, o país vive o pior ano da história em relação a dengue.

“Então nós temos mudanças climáticas que fez com que essa onda iniciasse muito cedo. Em outubro do ano passado, já discutimos que este ano seria difícil. Vale a pena enfatizar que já sabíamos este ano e estávamos já discutindo ações. Hoje não estamos aqui surpresos com o que está acontecendo. É o pior ano da história. Como é o pior ano da história, nós não podemos achar que não temos que fazer ações ainda mais intensas”.

Em caso de dengue, a hidratação é fundamental, como também buscar atendimento médico e evitar a automedicação.

Para o tratamento de sintomas como dor ou febre, dipirona ou paracetamol são os indicados. Já corticoides, aspirinas e antiinflamatórios são contraindicados.

Edição: Bianca Paiva / Liliane Farias/EBC.

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar