Profundamente problemática, diz Casa Branca sobre postura de Lula na Guerra da Ucrânia

A postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre a Guerra da Ucrânia é uma “repetição automática da propaganda russa e chinesa” e “profundamente problemática”, disse nesta segunda-feira (17) John Kirby, coordenador de comunicação estratégica do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca.

“É profundamente problemático como o Brasil abordou essa questão de forma substancial e retórica, sugerindo que os Estados Unidos e a Europa de alguma forma não estão interessados na paz ou que compartilhamos a responsabilidade pela guerra”, afirmou ele em conversa com jornalistas.

“Francamente, neste caso, o Brasil está repetindo a propaganda da Rússia sem olhar para os fatos”, disse.

Kirby condenou ainda as falas de Lula de que a Ucrânia poderia ceder a Crimeia, território ocupado desde 2014, em um acordo de paz. “Os comentários mais recentes do Brasil de que a Ucrânia deveria considerar ceder formalmente a Crimeia como uma concessão pela paz são simplesmente equivocados, especialmente para um país como o Brasil que votou para defender os princípios de soberania e integridade territorial na Assembleia-Geral da ONU.”

Questionado sobre a presença do chanceler russo Serguei Lavrov no Brasil, em viagem pela América Latina, Kirby disse esperar que nas agendas pelo continente “os líderes desses países [que recebem o russo] pressionem o Ministro das Relações Exteriores [Lavrov] a parar de bombardear cidades, hospitais e escolas ucranianas para ajudar os crimes de guerra nas atrocidades e, francamente, retirar as forças russas da Ucrânia”.

Ele enfatizou que os países são soberanos para receberem quem quiserem, mas disse que espera que “líderes soberanos encontrem tempo em suas agendas lotadas para se encontrar com autoridades ucranianas”.

Thiago Amâncio, Folhapress

Gostou desse artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

 

Salvador – Mais de 30 pré-candidatos deixam Solidariedade e filiam-se aos partidos da base de Bruno Reis

Um grupo com mais de 30 pré-candidatos a vereador deixaram o Solidariedade, que faz parte da base do governo Jerônimo

 

Salvador –  Bruno Reis lidera intenções de votos em todos os cenários

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), segue liderando as pesquisas de intenções de votos. Na mais recente, feita pela

 

Salvador – Duas outras boas notícias para Bruno Reis relativas à pesquisa AtlasIntel

Além da excelente notícia para Bruno Reis (União Brasil), faltando sete meses para o pleito, de que ele pode levar